23 Janeiro 2010

«À velocidade da fibra óptica»

Uma das mais recentes aquisições da nossa sociedade é a fibra óptica: um filamento de vidro ou de materiais poliméricos que tem a capacidade de transmitir luz. Estes filamentos podem ter vários tamanhos, podendo ser de milímetros até cabos que sejam de maior estrutura.

Inventada pelo físico indiano Narinder Singh Kapany, a fibra óptica tem vantagens e desvantagens sobre a sua utilização.

Segundo as suas características, a fibra óptica é de reduzidas dimensões, é capaz de transportar muita informação num pequeno filamento, está imune às interferências electromagnéticas e é feita de uma matéria-prima que existe em abundância, não correndo o risco de prejudicar os recursos naturais mais escassos. Em contrapartida, tem um custo elevado tanto de compra como de manutenção.

Esta inovação pode ser encontrada nas telecomunicações, como até existe bastante publicidade nessa área à fibra óptica, mas também na medicina, por exemplo em endoscopias.

A fibra óptica veio substituir principalmente os fios de cobre que eram utilizados nas telecomunicações e que possuíam pulsos eléctricos, que os tornava perigosos. Esta alternativa é cada vez mais utilizada na nossa sociedade pelos mais modernos meios de telecomunicação.



Por Mafalda Ferreira 36680

2º ano Ciências da Comunicação

Sem comentários:

Enviar um comentário